Interações Farmacocinéticas


As interações farmacocinéticas são aquelas que envolvem modificações nos processos de absorção, distribuição, biotransformação ou excreção dos fármacos utilizados em determinada conduta terapêutica. As interações deste tipo interferem na biodisponibilidade dos fármacos, alterando os picos de concentração e área sob a curva. Vejamos alguns fatores que participam de cada etapa que compõe o estudo da farmacocinética:

Absorção: alteração do pH gastrintestinal, lipossolubilidade, mecanismos de complexação, alteração na motilidade, grau de ionização e tempo de esvaziamento gástrico.

Distribuição: competição na ligação às proteínas plasmáticas e características concernentes ao volume de distribuição dos fármacos poderão determinar níveis plasmáticos e teciduais.

Biotransformação: os efeitos farmacológicos ou toxicológicos podem ser modificados por mecanismos de indução ou inibição enzimática envolvendo essencialmente o sistema citocromo P450.

Excreção: Alteração do pH nos túbulos renais, sendo que o aumento (alcalinização) irá favorecer a excreção de alguns fármacos e a diminuição (acidificação), de outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares