Interações entre fármacos e alimentos

x

Seguem algumas possíveis interações envolvendo fármacos e alimentos:

- A tiramina presente em alimentos como queijos, iogurte, chocolate, vinho tinto, cerveja, carnes e peixes embutidos ou defumados, atuam liberando noradrenalina nas terminações adrenérgicas, o que pode potencializar os efeitos dos IMAO, causando crises hipertensivas. 

- O ácido tânico presente no café, chá, mate, frutas e vinhos pode precipitar vários tipos de medicamentos como clorpromazina, prometazina, alcaloides, entre outros.

- As tetraciclinas, apesar de irritarem o estômago, devem ser administradas longe das refeições, pois além de formarem complexos insolúveis com o cálcio do leite e derivados, as tetraciclinas são instáveis em meio ácido e a diminuição da motilidade gastrintestinal pelos alimentos diminui a sua absorção. 

- A L-Dopa e a Metildopa competem com os aminoácidos provenientes de uma dieta proteica, pelo transporte para o Sistema Nervoso Central. 

- Penicilina V deve ser administrada pelo menos com 2 horas de diferença com as refeições, pois estas aumentam a ocorrência da inativação (abertura do anel beta-lactâmico). 

- Os alimentos causam retardo do esvaziamento gástrico, da liberação e da dissolução de muitos medicamentos diminuindo e/ou prolongando o seu tempo de absorção. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares