Alopurinol x Captopril


Alopurinol é um fármaco utilizado no tratamento a longo prazo da gota. Tem como mecanismo de ação a inibição da xantina oxidase, enzima que corresponde à biossíntese do ácido úrico.

Captopril é um anti-hipertensivo que atua como inibidor da enzima conversora de angiotensina (ECA). O resultado desta inibição enzimática é a redução dos níveis de angiotensina II e aldosterona na circulação.

INTERAÇÃO: O tratamento simultâneo com estes dois fármacos é associado ao maior risco de o paciente apresentar reações de hipersensibilidade, além de desenvolver neutropenia e agranulocitose. Há maior chance de problemas decorrentes de interação entre alopurinol e captopril caso o paciente tenha a função renal comprometida.

Drug Interaction: Captopril x Allopurinol

Combining these medications may increase the risk of severe allergic reactions and infections. You should seek immediate medical attention if you develop shortness of breath, throat tightness, swelling of the face, lips, or tongue, rash, fever and muscle pain or weakness.




Glibenclamida x Fluoxetina


Glibenclamida é um hipoglicemiante oral do grupo das sulfonilureias. Tem como mecanismo de ação o estímulo sobre as células beta nas ilhotas pancreáticas para a liberação de insulina.

Fluoxetina é um inibidor da recaptação de serotonina (ISRS) utilizado no tratamento dos casos de depressão, transtorno obsessivo compulsivo e outras patologias.

INTERAÇÃO: A ação hipoglicemiante da glibenclamida pode ser potencializada pelo uso de fluoxetina, inclusive ocasionando quadros de hipoglicemia. Sintomas como náusea, tremor, cefaleia, sudorese, fraqueza e tontura devem ser observados no intuito de se evitar descompensações no tratamento do diabetes. A maior frequência do monitoramento glicêmico é medida auxiliar na prevenção de problemas decorrentes de uma possível interação.

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCZhfi7p4FFhIHYVaFyxMjJw

Instagram: interacao_medicamentosa




Diltiazem x Sinvastatina


Diltiazem é utilizado no tratamento de angina e hipertensão arterial. Age como antagonista do cálcio, inibindo a entrada do íon na célula e produzindo o relaxamento da musculatura lisa.

Sinvastatina é uma estatina utilizada no tratamento de dislipidemias. Seu mecanismo de ação corresponde à inibição da HMG-Coa redutase, enzima reguladora da via de síntese do colesterol.

INTERAÇÃO: A associação de bloqueadores dos canais de cálcio com estatinas poderá elevar os níveis plasmáticos destas, fato que predisporá o paciente a apresentar reações adversas e necessidade de intervenção no tratamento. Danos hepáticos e miopatias são as reações mais prováveis, com raros casos de rabdomiólise, conforme descrição de bula.

A interação pode se justificar devido ao fato de o diltiazem apresentar potencial de inibição competitiva da oxidação hepática pelo citocromo P450, reduzindo a depuração e prolongando a meia-vida das estatinas (assim como de outros fármacos).

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCZhfi7p4FFhIHYVaFyxMjJw

Instagram: interacao_medicamentosa




Os artigos mais populares