Fenitoína x Claritromicina


Fenitoína é um fármaco de atividade anticonvulsivante incluído no grupo das hidantoínas, atuante no controle da hiperexcitabilidade neuronal. O efeito estabilizador de membrana ocorre devido à diminuição do influxo de sódio.

Claritromicina é um antibacteriano pertencente ao grupo dos macrolídeos. Seu mecanismo de ação consiste na inibição de síntese proteica microbiana através de ligação às subunidades ribossômicas 50S.

INTERAÇÃO: Esta associação poderá causar redução dos níveis séricos da claritromicina, interferindo em sua eficácia e ocasionando o surgimento de resistências bacterianas. Por consequência, o controle da infecção instalada seria dificultado. Outro problema identificado nesta interação é a elevação dos níveis da fenitoína, expondo o paciente ao maior risco de apresentar efeitos desagradáveis conhecidos do anticonvulsivante, tais como ataxia, nistagmo e confusão mental.

O mecanismo da interação pode ser bem compreendido se recordarmos que a fenitoína possui atividade indutora de CYP3A4, enquanto a claritromicina apresenta efeito inibitório enzimático.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares