Lipídeos


O tecido adiposo corresponde à reserva energética do organismo, de forma que haverá o acúmulo de gordura sempre que alimentos calóricos forem ingeridos em excesso. A gordura que o organismo acumula é de origem exógena (dieta) e endógena (biossíntese).

As gorduras provenientes da dieta são representadas de forma predominante por triglicerídeos, os quais deverão ser hidrolisados em ácidos graxos e glicerol para que ocorra a sua absorção pela mucosa intestinal. A lipase pancreática, secretada pelo duodeno, é a enzima que participa deste processo, com auxílio da emulsificação produzida pela bile.

Os lipídeos são apolares e, portanto, insolúveis em água, característica que dificulta a sua estabilidade no sangue. Para solucionar esta dificuldade, os lipídeos se associam às proteínas plasmáticas e formam complexos estáveis conhecidos como lipoproteínas. Desta forma ocorre o transporte.

Para que seja realizado o estudo das lipoproteínas em uma análise laboratorial, elas são separadas conforme sua densidade em quilomicrons, lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL), lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e lipoproteínas de alta densidade (HDL). Entre os métodos utilizados para a análise podem ser citados a eletroforese e a ultracentrifugação.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares