Absorção de Fármacos


A absorção é uma etapa dos estudos de farmacocinética, representada pela transferência de um fármaco do seu local de administração até a circulação sanguínea. A velocidade e a eficácia do processo de absorção dependem de alguns fatores, tais como: via de administração utilizada, lipossolubilidade e grau de ionização.

Na via endovenosa a absorção já é completa, ou seja, a dose total do fármaco administrado alcança a circulação sistêmica. Em outras vias o mesmo não ocorre, já que a absorção pode ser parcial, fato que reduz a biodisponibilidade.

A absorção de fármacos envolve a passagem destes por membranas biológicas envolvendo alguns processos: difusão passiva, dependente de lipossolubilidade elevada (alto grau do coeficiente de partição); transporte ativo, ou difusão facilitada, em sistema dependente de ATP; endocitose e exocitose, sendo processos nos quais a substância é englobada pela membrana celular, ou secretada (no caso de neurotransmissores, por exemplo); assim como o efeito do pH, envolvendo a forma ionizada e a forma não ionizada, que são fundamentais para a o conceito de absorção.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares