Inflamação


A reação inflamatória é caracterizada por uma sequência de eventos biológicos provocados pela invasão de um patógeno ou em decorrência de algum tipo de lesão sofrida pelo organismo.

A inflamação pode ser conceituada em três etapas: a resposta inflamatória aguda, a resposta imune e a inflamação crônica. Logo após a ocorrência de algum tipo de lesão tecidual, a resposta aguda acontece tendo o envolvimento de mediadores inflamatórios, que são eicosanoides como as prostaglandinas, prostaciclinas e tromboxanos.





A resposta imune apresenta duas possibilidades, podendo ser benéfica ou prejudicial ao hospedeiro. Quando ocorre a neutralização de microrganismos estranhos ao organismo a resposta é benéfica, mas quando não ocorre a resolução do processo e se desenvolve a inflamação crônica, então a resposta não é eficiente. A inflamação crônica envolve mediadores como as interleucinas, interferons e fator de necrose tumoral.

A síntese dos eicosanoides, ou endoperóxidos, tem início com a ação da enzima fosfolipase-A2 sobre a membrana celular e a consequente liberação de ácido araquidônico. A etapa seguinte consiste na ação de outra enzima que recebe o nome de ciclo-oxigenase (COX). Há ainda a ação de outra enzima sobre o ácido araquidônico, que é a lipoxigenase. Esta enzima irá originar leucotrienos (LTs) e lipoxinas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares