Consultório Farmacêutico


O espaço destinado ao atendimento personalizado do paciente começou a surgiu em 2014. Neste espaço, que funciona como um consultório farmacêutico, o profissional tem a oportunidade de avaliar o tratamento que o paciente está seguindo e orientar quanto à melhor forma de tomar os remédios. O farmacêutico tem ainda a oportunidade de estabelecer contato com o médico para auxiliar no acompanhamento do caso e indicar medicamentos que são isentos de prescrição.

Duas portarias do CFF, publicadas em 2013, assim como a lei 13.021, de 2014, definiram o conceito de um consultório farmacêutico. De lá até aqui, registram-se aproximadamente 1.450 consultórios farmacêuticos distribuídos pelo país, nos quais os profissionais prestam seus serviços de forma diferenciada aos pacientes.

Conforme números da Abrafarma, somente as redes associadas contam com quase 600 salas destinadas à atenção farmacêutica, em todos os estados da federação. É um avanço para a profissão, mas ainda é um número tímido quando comparado ao número de estabelecimentos comerciais farmacêuticos no Brasil, atingindo a casa de 80 mil farmácias.

Na opinião do assessor da presidência do CFF, Tarcísio Palhano, a tendência é a de que cada vez mais farmácias despertem o interesse em aderir ao serviço, dentre as quais as grandes redes. Se o cliente da farmácia souber que neste estabelecimento pode receber uma consulta em espaço individualizado, de modo a não precisar expor sua condição de saúde no balcão, será um atrativo para que ele continue procurando o serviço.

Fonte: http://www.crfmg.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares