Farmacologia: Fármacos Agonistas


Uma definição possível para os fármacos agonistas é a seguinte: são aqueles que se ligam aos receptores fisiológicos e simulam os efeitos dos compostos endógenos. Os agonistas podem ser totais, parciais ou inversos. Veremos a seguir um pouco sobre cada um dos tipos de agonistas.

Totais: Agonistas totais são aqueles que conseguem uma resposta de 100% do receptor quando efetuam as suas ligações.





Parciais: Independente da dose utilizada, os agonistas parciais são os fármacos que não conseguem obter a resposta total do receptor.

Inversos: São fármacos que estabilizam o receptor em seu estado inativado. Não podem ser chamados de antagonistas, pois alteram a conformação do receptor.

Fonte: farmacologiaclinica.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares