Loperamida usada como entorpecente


O cloridrato de loperamida é um medicamento utilizado contra diarreias; contudo, em doses superiores às terapêuticas, pode gerar sensação instantânea de euforia. É um fármaco opioide, obtido, portanto, da mesma espécie vegetal da qual são extraídas a morfina e a codeína, mas projetado para não atravessar a barreira hematoencefálica.

Acreditava-se, por este motivo, que a loperamida estabelecia ligação aos receptores opiáceos no intestino sem produzir efeitos no sistema nervoso central. Por esta característica é que o produto atingiu o mercado e foi estabelecido como medicamento comercializado sem a necessidade de controle especial.

Conforme relatos apresentados em estudos e materiais que vinculam artigos de saúde, usuários afirmavam tomar doses muito acima das terapêuticas para conseguirem o efeito característico aos opioides. Indivíduos chegaram a afirmar que abusavam da loperamida como forma de controlar a abstinência gerada como consequência do consumo de drogas.

Este abuso chegou a causar mortes por overdose medicamentosa, fazendo com que profissionais de saúde nos Estados Unidos passassem a pressionar órgãos governamentais de regulamentação para fiscalizar a venda da loperamida. Se o diálogo neste sentido avançar, há a possibilidade de este fármaco passar a ser vendido somente mediante apresentação de receita médica.

Fonte: http://www.jornalciencia.com/




2 comentários:

  1. Creio que quis dizer "vendido apenas através de Receituário de Controle Especial", porque ser vendido com receita médica ele já é, visto que é tarjado

    ResponderExcluir
  2. A loperamida faz parte da portaria 344 e somente pode ser vendida com apresentação de receita (lista D), embora muitas farmácias vendam erroneamente sem receita.

    ResponderExcluir

Os artigos mais populares