Metilfenidato: Ineficaz em indivíduos saudáveis


O metilfenidato passou a ser utilizado na década de 1950 para tratar crianças com diagnóstico de déficit de atenção e hiperatividade. O fármaco, mais recentemente, passou a ser popular entre adultos que também receberam o diagnóstico de TDAH..

Desde então, o medicamento passou a ser empregado com o objetivo de melhorar a concentração, seja para estudar ou qualquer outra finalidade. Isso tornou-se um problema, pois indivíduos com facilidade de acesso ao medicamento começaram a fazer uso sem prescrição médica, buscando melhorar o desempenho em provas de concursos e vestibulares, ignorando os perigos da automedicação.




O mecanismo de ação do metilfenidato corresponde à inibição da recaptação de dopamina, aumentando os níveis deste neurotransmissor na fenda sináptica, reduzindo assim o déficit de atenção. Daí o interesse entre vestibulandos e concurseiros em apelar para o fármaco, porém especialistas sugerem que este efeito é falso em tais indivíduos.

Em pesquisa conduzida pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), foram selecionados 36 jovens saudáveis com idade entre 18 e 30 anos, os quais ficaram divididos em quatro grupos, da seguinte maneira: um grupo recebeu placebo e, os demais, 10, 20 e 40mg de metilfenidato. Após tomarem as pílulas, os voluntários foram submetidos a testes e o desempenho foi semelhante em todos os grupos.

Este resultado apontou a ineficácia do fármaco em indivíduos que não apresentam a condição de carência de dopamina, pois o cérebro, neste caso, parece criar estratégias de defesa para regular a concentração do neurotransmissor.

Fonte: http://www.jornalciencia.com


4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. O nível de conhecimento dos participantes, em relação ao teste aplicado, foi considerado?

    ResponderExcluir
  3. Pequena amostragem. Indicativo de baixa representatividade.

    ResponderExcluir
  4. Resposta de dois usuários de metilfenidato kkkkkk

    ResponderExcluir

Os artigos mais populares