Nafazolina: Efeitos Cardíacos e Perda do Olfato


A nafazolina, assim como outros descongestionantes nasais, causa vasoconstrição devido à sua atividade agonista adrenérgica (alfa-1). O problema é que o efeito não é apenas local, mas sistêmico, de forma que o uso indiscriminado pode causar problemas sérios à saúde, tais como hipertensão e arritmia. Levando em conta esta informação, já temos que este medicamento é contraindicado para hipertensos e cardiopatas.

Se para a maioria da população o que vale é o alívio rápido, talvez seja necessário considerar as consequências. Optar por tratamentos mais duradouros e menos paliativos com orientação profissional é um caminho adequado para prevenir problemas decorrentes do estímulo vasoconstritor exacerbado.

Além dos danos causados ao sistema circulatório, o uso abusivo da nafazolina também pode provocar rinite medicamentosa. Nesta condição, quanto mais se usa o medicamento, maior é a obstrução nasal, de forma a virar um vício que pode culminar em perda do olfato.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já alertou sobre os perigos da automedicação de congestionantes nasais com vasoconstritores, mas é importante que os profissionais de saúde reforcem a orientação para que a população se conscientize quantos aos riscos daquilo que busca consumir por conta própria.

Fonte: saudecuriosa.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares