Antidepressivos na prevenção da enxaqueca


Os antidepressivos existentes no mercado são os mais diversos, organizados conforme o grupo farmacológico ao qual pertencem de acordo com suas propriedade químicas e terapêuticas. Dentre eles, temos os tricíclicos, os inibidores da monoamina-oxidase (IMAO), inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS) e outros, porém poucos deles são conhecidamente eficazes no tratamento da enxaqueca.

A medicação mais utilizada e de eficácia cientificamente comprovada com este propósito é a amitriptilina, um antidepressivo tricíclico que inibe a recaptação de serotonina e noradrenalina, apresentando também efeitos anticolinérgicos muscarínicos. Os principais efeitos colaterais deste fármaco são sonolência e boca seca.

É uma medicação utilizada para o tratamento da depressão, mas também para combater diferentes tipos de dores, ansiedade, insônia, síndrome do intestino irritável e fibromialgia. Outros antidepressivos também são usados para o tratamento da enxaqueca, cefaleia do tipo tensional e cefaleia crônica diária; porém, apenas os tricíclicos, até o momento, são mais seguramente eficazes na prevenção das crises.

Fonte: cefaleias.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares