Espironolactona x Digoxina


Espironolactona é um diurético poupador de potássio, tendo como mecanismo de ação o antagonismo da aldosterona.

Digoxina é um glicosídeo digitálico indicado no tratamento de arritmias e insuficiência cardíaca congestiva. Altera a distribuição iônica através da membrana celular, produzindo aumento da contratilidade do miocárdio.

Interação: Foi demonstrado que espironolactona aumenta a meia-vida da digoxina, fato que exige atenção se houver associação destes fármacos, devido ao índice terapêutico estreito da digoxina e, consequentemente, risco de toxicidade digitálica.

Sintomas de intoxicação por digoxina incluem distúrbios gastrointestinais (anorexia, náuseas e vômitos), neurológicos (confusão mental) e cardíacos (bloqueios átrio-ventriculares, extra-sístoles ventriculares polimórficas frequentes e taquicardia atrial).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares