Qual a pior dor que existe?


Seria possível listar quais as candidatas à pior dor conhecida pela humanidade, tais como a dor do parto, apendicite ou ainda a dor provocada por uma crise renal. Mas qual a pior delas?

A classe médica concluiu que o pior sofrimento pelo qual o ser humano pode ser acometido é causado por uma patologia bem pouco conhecida: a neuralgia do trigêmeo – distúrbio do nervo responsável pelos movimentos da face. O nome, que causa estranheza, se deve às três ramificações deste nervo: oftálmica, maxilar e mandibular.

A dor acontece quando o nervo trigêmeo é tocado por uma artéria, fazendo com que ele não funcione corretamente e provoque sensação de choque, espalhando-se por várias partes do rosto. Atos como o de pentear os cabelos ou um simples barbear podem desencadear a dor. Segundo o neurologista Dr. Luiz Roberto, professor da PUC de Minas Gerais, quando a pessoa tem o problema, há diversas recorrências no mesmo dia, causando o sofrimento tanto pela dor em si quanto pela expectativa que ela produz.

A neuralgia do trigêmeo chegou a provocar suicídios quando se tratava de problema desconhecido pela medicina e, portanto, sem tratamento disponível, fazendo com que os pacientes não suportassem o mal que os tomava. Ainda na opinião do Dr. Luiz Roberto, pessoas de qualquer idade podem sofrer com este problema; porém, os indivíduos acima de 50 anos estão mais suscetíveis, pois à medida em que o ser humano envelhece, as artérias próximas ao nervo enrijecem e as chances de que possam tocá-lo aumentam.

Para a maior tranquilidade da população, hoje há tratamento, sendo que medicamentos utilizados contra a epilepsia e crises convulsivas apresentam-se como os mais eficazes. Ao serem administrados regularmente, estes medicamentos costumam cessar a dor. Contudo, se a terapia farmacológica não resolver a questão, deve-se considerar a intervenção cirúrgica.

Fonte: diariodebiologia.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares