Ações da budesonida na rinite alérgica


A budesonida é um corticosteroide sintético, não-halogenado, com potente atividade glicocorticoide e atividade mineralocorticoide fraca. Dotado de elevada relação entre sua potente atividade anti-inflamatória tópica (local) e sua atividade sistêmica muito pequena (quando comparada a outros glicocorticoides).

Isto garante melhor eficácia com menor risco de complicações típicas, resultantes do uso de corticoides. Possui ação na sequência de reações que conduzem à rinite alérgica em todas as suas etapas, que são: inibição da formação de anticorpos específicos; prevenção da formação, armazenamento e liberação de mediadores químicos pelos mastócitos; interferência na broncoconstrição, no edema inflamatório e também na secreção mucosa.

Os corticosteroides têm vários mecanismos de ação, incluindo atividade anti-inflamatória, propriedades imunossupressoras e ações antiproliferativas. Os efeitos anti-inflamatórios resultam da redução da formação, liberação e atividade dos mediadores inflamatórios (ex.: cininas, histamina, liposomas, prostaglandinas e leucotrienos). Assim, ocorre a redução das manifestações iniciais do processo inflamatório. Os corticoides inibem a marginação e subsequente migração celular para o sítio inflamatório e também revertem a dilatação e o aumento da permeabilidade vascular local, levando à redução do acesso celular ao sítio.

Essa ação vasoconstritora reduz o extravasamento vascular, o edema e o desconforto local. As reações adversas associadas à aplicação intranasal de budesonida, em pacientes com rinite alérgica, mais frequentemente comunicadas são: disfonia, irritação cutânea transitória ao redor do nariz, faringite, aumento da tosse, epistaxe, boca seca, náusea e dispepsia Pode ocorrer também dermatite perinasal.

A budesonida, que é lipofílica de forma intermediária, fica retida mais tempo na mucosa nasal. Tem sido sugerido que a esterificação do fármaco contribui para a sua ação prolongada anti-inflamatória.

Fonte: repositorio.ufba.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares