Antagonistas do cálcio: efeitos cardíacos e vasculares


EFEITOS SOBRE ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS CARDÍACAS E VASCULARES

      Os estudos de meta-análise têm demonstrado que os antagonistas dos canais de cálcio determinam regressão na hipertrofia ventricular esquerda, além de promoverem melhora na função diastólica do ventrículo esquerdo. Em pacientes com falência ventricular esquerda, deve-se evitar verapamil e diltiazem. O efeito dos demais antagonistas dos canais de cálcio ainda está para ser definitivamente definido, mas aparentemente parece haver neutralidade.

      Quanto às lesões estruturais vasculares, os dados clínicos são ainda muito escassos. Em pacientes com aterosclerose de carótida, não houve demonstração de resultados significativos sobre a regressão da placa ateromatosa após longo período de uso. Mais recentemente, em estudos em animais de experimentação, foi determinada a regressão da hipertrofia vascular em vasos arteriais.

EFEITOS NA ATEROGÊNESE

      Há fortes evidências experimentais demonstrando efeito protetor sobre a parede vascular arterial atribuído aos antagonistas dos canais de cálcio no desenvolvimento de aterosclerose em modelos animais alimentados com dietas ricas em gordura. Contudo, em humanos, não há provas definitivas de que os fatos sejam reprodutíveis, nem de que estes fármacos levem à redução da espessura da placa de ateroma já existente.

Fonte: departamentos.cardiol.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares