Antidepressivos tricíclicos e dor neuropática


Os antidepressivos tricíclicos (ADTs) além de serem utilizados no tratamento dos transtornos do humor, como a depressão, são os fármacos que apresentam maior número de estudos e evidências científicas comprovando sua eficácia na farmacoterapia da dor neuropática.

Os ADTs foram utilizados inicialmente no tratamento da neuropatia diabética através de observações empíricas há mais de 30 anos, mas suas atividades analgésicas potenciais foram descobertas logo depois de sua introdução no mercado, na década de 60. Foi também demonstrado que estes fármacos possuem ação analgésica genuína, ou seja, atuam em pacientes com dor neuropática, possuindo ou não depressão como comorbidade.

A amitriptilina é considerada o padrão-ouro dos analgésicos antidepressivos. Isto não significa que os outros antidepressivos, tricíclicos e não tricíclicos, sejam menos eficazes, mas que a maioria das evidêncas clínicas disponíveis são em relação à amitriptilina.

Vale ressaltar também que os custos do tratamento são muito menores com o uso dos ADTs, como a amitriptilina, em comparação aos antidepressivos com ação mais seletiva.

Fonte: rbfarma.org.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares