Experiência clínica com diclofenaco para tratar a dor lombar


Há uma vasta experiência com evidências clínicas sobre a utilização do diclofenaco em diversas condições dolorosas. No tratamento da dor lombar, diclofenaco e outros AINEs estão entre os medicamentos mais prescritos no mundo para alívio sintomático de curto prazo em pacientes sem comprometimento do nervo ciático.

A eficácia foi demonstrada em inúmeros estudos, conforme relatos de revisões da literatura. O tratamento com AINEs está incluído nas recomendações das diretrizes clínicas nacionais para lombalgia aguda em diversos países. Além do alívio da dor, aspectos importantes da terapia medicamentosa para a dor lombar incluem a restauração da mobilidade e da funcionalidade do paciente (capacidade de realizar atividades diárias sem restrições e sem ajuda de outras pessoas). 

Pacientes com dor lombar tratados com diclofenaco demonstraram melhoras significativas nestas áreas, além de relatar alívio da dor. Em ensaios clínicos comparativos com ácido acetilsalicílico (2,7 g/dia), o tratamento com diclofenaco (150 mg/dia) produziu alívio da dor significativamente maior em pacientes com dor lombar e quando comparado ao ácido acetilsalicílico (900 mg/dia), o tratamento com diclofenaco resultou em melhora significativa na capacidade funcional em pacientes com dor lombar crônica.

A eficácia analgésica do diclofenaco foi estabelecida como sendo igual a do ibuprofeno na redução de dor e o efeito analgésico ocorreu mais rapidamente com o diclofenaco.

Fonte: files.bvs.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares