Efeitos da retirada corticoide


A retirada de fármacos na terapia corticosteroide deve acontecer de forma esquematizada, a fim de se evitarem distúrbios metabólicos. Seguem abaixo alguns problemas que podem ocorrer se não houver o cuidado nesta etapa do tratamento:

Perda de peso: Isto é devido à diminuição do apetite e do tecido adiposo. Com isto frequentemente o paciente fica com a aparência envelhecida e geralmente preocupado se não está acometido por alguma outra doença.

Paniculite: Dor e nódulos pruriginosos têm sido descritos após a retirada corticoide, usualmente em pacientes tomando altas doses e por longo tempo de administração. Os nódulos desaparecem espontaneamente em poucos dias.

Conjuntivite: Alguns pacientes sem evidência prévia de doença ocular podem desenvolver uma conjuntivite transitória bilateral com a retirada corticoide, principalmente quando ela é rápida. Este quadro evolui para a cura sem que seja necessário tratamento adjacente.

Pseudo-reumatisrno esteroide: A síndrome consiste em anorexia, náuseas, letargia, dor articular e fraqueza muscular. O cortisol plasmático é usualmente normal. A causa desta síndrome é provavelmente relacionada à dependência dos tecidos a altas doses de corticoide. Os sintomas desaparecem em poucos dias, mas, se persistirem. podem ser aliviados por aumento da dose do corticoide e posteriormente retirada de forma mais gradual.

Fonte: brazil.cochrane.org




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares