Opsonização e Fagocitose


Opsonização em imunologia, é o processo que facilita a ação do sistema imunológico por fixar opsoninas ou fragmentos do complemento na superfície bacteriana, permitindo a fagocitose. Processo pelo qual os microorganismos ou partículas são recobertos por anti corpos e complemento ou outros fatores, sendo então preparados para o reconhecimento e posterior ingestão pelas células fagocíticas. Anticorpos (IgG, IgA e IgE) têm importante capacidade opsonizante.

As células fagocíticas (neutrófilos e monócitos) têm nas suas membranas receptores para o complemento, os quais também facilitam a fagocitose. Os anticorpos podem ser opsonizantes diretamente ou através da capacidade de ativar o sistema complemento. A fibronectina e a proteína C reativa também podem ter papel opsonizante.

A fagocitose consiste na absorção e na digestão de bactérias e partículas estranhas por qualquer célula com capacidade para ingerir material estranho. A partícula estranha ou alimentar é envolvida por uma invaginação da membrana citoplasmática que acaba por formar uma vesícula digestiva, designada por vacúolo digestivo. A partícula estranha (ou alimento) é digerida por enzimas produzidas nos lisossomas que se amalgamam com a membrana da vesícula. A partícula digerida é absorvida pelo citoplasma da célula ou expulsa através da vesícula, que se transforma num vacúolo contráctil.

A superfície externa da membrana bacteriana é carregada negativamnete, assim como a do macrófago, dificultando a interação entre essas células, uma vez que há uma repulsão. Então quando o anticorpo, que é uma molécula de proteína, se liga a estruturas da parede bacteriana, a interação entre a bactéria e o macrófago é facilitada porque moléculas de proteínas têm cargas positivas. Então esse é o primeiro ponto que explica porque a fagocitose é facilitada pelos anticorpos.

Fonte: cidaimunologia.blogspot




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares