Consumo diário de café pode promover longevidade


O consumo diário de café foi associado a um menor risco de morte por múltiplas doenças, incluindo acidente vascular cerebral (AVC), cancro, diabetes e doença renal, indicou um novo estudo. O estudo, que é considerado como o maior dentro da área, foi conduzido por uma equipe de investigadores da Universidade da Califórnia do Sul em Los Angeles, EUA.

Para o estudo, a equipe contou com os dados de 185.855 adultos que tinham integrado o Estudo de Coorte Multi-étnica norte-americano. Os participantes responderam a questionários sobre o seu estilo de vida, historial médico pessoal e familiar, alimentação, incluindo hábito de café, com cafeína ou sem cafeína.

Foi verificado que 16% nunca ou raramente consumiam café, 31% consumiam um café por dia, 25% consumiam entre dois e três cafés por dia e 7% bebia pelo menos quatro cafés diários. Os restantes 21% disseram possuir hábitos irregulares quanto ao café.





Os investigadores apuraram que os indivíduos que consumiam um café por dia apresentavam um risco 12% inferior de morrerem por doença cardiovascular, cancro, AVC, diabetes, doença renal e respiratória do que os que nunca ou raramente consumiam a bebida. Nos participantes que bebiam três cafés diários o mesmo risco era reduzido em 18%. 

O fato de o café ter ou não cafeína não pareceu exercer qualquer influência nos resultados, assim como fatores como a idade, sexo, consumo de álcool e tabaco. Foi também verificado que os efeitos benéficos do café se aplicavam aos vários grupos étnicos representados nos participantes do estudo.

Embora este estudo não estabeleça uma causa e efeito, os investigadores consideram que os benefícios do consumo de café poderão ser superiores aos riscos pois, segundo a autora principal do estudo, esta bebida contém muitos antioxidantes e componentes fenólicos que possuem propriedades anticancerígenas.

Fonte: alert-online.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares