Digoxina e Verapamil: indução de hipertrofia em cardiomiócitos


Os cardiotônicos e os bloqueadores de canais de cálcio (BCCs) são fármacos comumente utilizados em pacientes com cardiopatias. Os primeiros aumentam a força de contração cardíaca por elevarem os níveis citosólicos de cálcio (Ca2+).

O mecanismo de ação proposto mais aceito é que o cardiotônico se liga à bomba de sódio/potássio (Na+/K+) da membrana do cardiomiócito elevando os níveis de Na+ intracelular e, consequentemente, o trocador Na+/Ca2+ promove a troca de Ca2+ para dentro da célula e o Na+ para fora.

Os BCCs promovem efeitos inversos dos cardiotônicos. Ao se ligarem aos canais de Ca2+ voltagem dependente, eles bloqueiam o influxo de Ca2+ promovendo assim, redução tanto da contratilidade como da condutibilidade cardíaca. Desta forma, esses fármacos alteram a biodisponibilidade intracelular de Ca2+ no cardiomiócito determinando o grau de força de contração muscular. Entretanto, o Ca+2 participa de outros processos fisiológicos, incluindo a transcrição gênica e a proliferação celular.





Não estão bem elucidados na literatura os efeitos desses fármacos sobre a morfologia cardíaca de corações normais ou hipertrofiados pelo treinamento físico (TF).

Uma vez que o TF promove efeitos benéficos ao coração, como melhora do débito cardíaco no exercício, melhora no controle do sistema nervoso autônomo, hiperplasia e aumento no número de mitocôndrias, a hipótese é que a administração crônica de cardiotônico ou BCCs, associada ao treinamento físico intervalado de alta intensidade (TAI), promova alterações na estrutura das células cardíacas.

Em estudo conduzido pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, os achados sugerem que a administração crônica de digoxina ou de verapamil promoveu hipertrofia de cardiomiócitos de ratos sedentários e/ou treinados. Novos estudos devem ser realizados para a elucidação de possíveis mecanismos relacionados a esses importantes e significativos efeitos.

Fonte: scielo.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares