IBPs: Quando encerrar a prescrição e como orientar suspensão do uso?


Uma diretriz de prática clínica baseada em evidências foi publicada pelo Canadian Family Physician e alerta sobre a importância de saber tomar decisões sobre quando e como reduzir a dose ou parar de prescrever/usar inibidores da bomba de prótons como, por exemplo, o omeprazol.

O objetivo do trabalho foi desenvolver uma diretriz baseada em evidências para ajudar os clínicos a tomar decisões sobre quando e como reduzir a dose ou encerrar de forma segura o uso dos inibidores da bomba de prótons (IBPs). Isto feito de forma a se concentrar no mais alto nível de evidência disponível e buscar a contribuição dos profissionais de atenção primária nos processos de desenvolvimento, revisão e endosso das diretrizes.

Cinco profissionais de saúde (um médico de família, três farmacêuticos e um gastroenterologista) e cinco membros não votantes integraram a equipe geral. Os membros divulgaram conflitos de interesse. O processo de orientação incluiu a abordagem GRADE (Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation), com uma revisão detalhada de evidências em reuniões pessoais, telefônicas e online.





A diretriz recomenda a não prescrição de IBPs (redução de dose, interrupção ou uso de dosagem "on-demand") em adultos que completaram no mínimo 4 semanas de tratamento com IBP para azia ou doença do refluxo gastroesofágico leve a moderado ou esofagite e cujos sintomas são resolvidos. As recomendações não se aplicam àqueles que tiveram ou têm esôfago de Barrett, esofagite grave grau C ou D, ou história documentada de hemorragia por úlceras gastrointestinais.

Esta diretriz fornece recomendações práticas para a tomada de decisões sobre quando e como reduzir a dose ou parar com o uso de IBPs. As recomendações são destinadas a ajudar (não a ditar) a tomada de decisões em conjunto com os pacientes.

Fonte: news.med.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares