Paracetamol na gestação: redução de testosterona nos fetos masculinos


O paracetamol é um dos medicamentos mais populares para aliviar a dor e bastante utilizado na gestação, devido à contraindicação da dipirona para esta condição. Isso não significa, contudo, que o fármaco em questão seja isento de causar problemas ao feto.

Como não seria aceitável fazer a pesquisa em humanos, cientistas usaram um modelo animal e descobriram que o paracetamol prejudica de forma acentuada o desenvolvimento da fisiologia e dos comportamentos masculinos, o que eles afirmam que é "muito preocupante".

"A área do cérebro que controla o desejo sexual - o núcleo dimórfico sexual - tinha metade dos neurônios nos camundongos que receberam paracetamol em relação aos camundongos de controle. A inibição da testosterona também levou a uma redução pela metade da atividade em uma área do cérebro que é significativa para características masculinas," explicou o Dr. David Mobjerg Kristensen, da Universidade de Copenhague (Dinamarca).





Estudos anteriores já haviam demonstrado que o paracetamol pode inibir o desenvolvimento do hormônio sexual masculino - testosterona - nos fetos masculinos, aumentando assim o risco de malformação dos testículos. Mas um nível reduzido de testosterona na fase fetal também é significativo para os comportamentos dos machos adultos.

"Nós demonstramos que um nível reduzido de testosterona significa que as características masculinas não se desenvolvem como deveriam. Isso também afeta o desejo sexual. Em um experimento, os camundongos expostos ao paracetamol no estágio fetal simplesmente não conseguiram copular da mesma maneira que nossos animais de controle.

A programação masculina não foi adequadamente estabelecida durante o desenvolvimento fetal, o que pode ser visto muito tempo depois na vida adulta. É muito preocupante," disse Kristensen.

Fonte: diariodasaude.com.br


Um comentário:

  1. Olhaí! Não sabia dessa informação. Vocês sempre me mantendo atualizado.

    ResponderExcluir

Os artigos mais populares