Superdosagem de Benzodiazepínicos


A superdosagem de BZD não causa graves conseqüências devido ao seu alto índice terapêutico, quando ocorre ingestão de doses superiores as usuais os principais sintomas são ataxia e sono, sem depressão respiratória.

A maioria dos pacientes com intoxicação aguda por BZD necessitam somente de observação e medidas de suporte até que a depressão do SNC desapareça. A êmese não é indicada na intoxicação por BZD. A lavagem gástrica é indicada em até uma hora até a ingestão e o carvão ativado pode ser utilizado se o uso da substância tiver sido recente.

O quadro clínico se agrava quando há associação com outros sedativos como álcool e barbituratos; essa associação pode ser fatal devido à depressão respiratória grave. O medicamento utilizado no caso de superdosagem para reverter o caso de depressão respiratória é o flumazenil, que é imidazobenzodiazepínico e se comporta como um antagonista específico dos benzodiazepínicos com ação direta nos receptores gabaérgicos em SNC que compete pela ocupação dos sítios de alta afinidade dos benzodiazepínicos nos receptores GABA-A.





Possui a capacidade de reverter todos os efeitos centrais dos BZD, mas não altera o efeito provocado por outros agentes depressores. O uso de flumazenil não é indicado se houver ingestão concomitante com antidepressivos tricíclicos, cocaína (que pode induzir convulsões) ou em pacientes que utilizam os benzodiazepínicos como terapia anticonvulsiva.

Após a administração do antídoto, o paciente retorna à consciência em 15 a 30 segundos e o seu potencial tóxico é mínimo, mesmo em altas doses.

Fonte: web.unifil.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares