Efeitos dos benzodiazepínicos no sistema cardiovascular


Os efeitos cardiovasculares dos benzodiazepínicos (BZD) são mínimos nos indivíduos normais, exceto em casos de intoxicação grave. Em doses pré-anestésicas, todos os BZD reduzem a pressão arterial e aumentam a frequência cardíaca.

Com o midazolam, os efeitos parecem ser secundários a uma redução da resistência periférica; entretanto, com o diazepam, são secundários a uma redução do trabalho ventricular esquerdo e do débito cardíaco.





O diazepam aumenta o fluxo coronário, possivelmente através de uma ação que aumenta as concentrações intersticiais de adenosina, e o acúmulo desse metabólito cardiopressor também pode explicar os efeitos inotrópicos negativos do fármaco.


Em grandes doses, o midazolam diminui consideravelmente o fluxo sanguíneo cerebral e a assimilação de oxigênio.

Fonte: Goodman & Gilman




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares