Imunoterapia é destaque contra câncer


Entre os dias 2 e 6 de junho de 2017, as atenções se voltaram para Chicago, onde aconteceu a esperada reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) - sigla para American Society of Clinical Oncology -, considerado o maior evento da área no mundo.

Para o oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein, Dr. Fernando Moura, o grande destaque é a chamada imunoterapia, que promove a estimulação do sistema imunológico no combate à doença. Os primeiros estudos foram apresentados há três anos, com uma droga chamada pembrolizumabe para pacientes com câncer de pulmão.




Viu-se algo inédito neste ano: 1/4 desses pacientes sobreviveram à doença metastática e continuam se beneficiando do medicamento mesmo depois de três anos.


O Dr. Moura diz que o desafio da ciência agora é descobrir quem são esses pacientes que se beneficiam com a imunoterapia. "Afinal, 3/4 não resistiram. E isso vai ser feito a partir da biologia molecular (que identifica os processos moleculares que ocorrem nas células), da história clínica do paciente e da carga de mutação do câncer".

Fonte: Bayer


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares