Problemas físicos e cognitivos atenuados pelo chá verde


Um dos compostos do chá verde, a epigalocatequina-3-galato ou (EGCG) demonstrou capacidade para aliviar a resistência à insulina induzida por uma alimentação com altos teores de gordura e  também a deficiência cognitiva.

"O antigo hábito de beber chá verde pode ser uma alternativa mais aceitável aos medicamentos quando se trata de combater obesidade, resistência à insulina e comprometimento da memória," disse Xuebo Liu, da Universidade Noroeste A&F de Yangling (China), destacando que o consumo do chá está crescendo em pelo menos 30 países.





Para chegar a essa conclusão, Liu e seus colegas dividiram animais de laboratório em três grupos com base na dieta: 1) um grupo de controle alimentado com uma dieta padrão; 2) um grupo alimentado com uma dieta rica em gordura e frutose e 3) um grupo alimentado com uma dieta rica em gordura e frutose e mais 2 gramas de EGCG por litro de água fornecida a esses animais.

Durante 16 semanas, os pesquisadores monitoraram os camundongos e constataram que o grupo 2 apresentou o maior peso corporal final e um peso corporal final significativamente maior do que o grupo 3, cuja única diferença era o consumo da epigalocatequina-3-galato.

Fonte: Jornal Ciência


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares