Ação do Ceftobiprole - Cefalosporina de quinta geração


O ceftobiprole tem ação bactericida que independe da concentração, sendo o tempo com  a concentração acima da CIM (Concentração Inibitória Mínima) o preditor farmacodinâmico de eficácia mais importante. A porcentagem desse tempo varia entre cerca de 15% para S. aureus até quase 60% no caso de Gram-negativos, principalmente P. aeruginosa.

Para avaliar a dose necessária, baseada nesses parâmetros farmacodinâmicos, dois estudos utilizaram simulação de Monte Carlo. O primeiro encontrou como ideal doses de 750 mg a cada 12 horas, infundidas em 30 minutos. Já a segunda simulação determinou a dose de 500 mg a cada 12 horas, em uma hora, como recomendável para os estudos clínicos de infecções de pele e partes moles, e de 500 mg a cada oito horas, em duas horas, para os estudos envolvendo pacientes com pneumonia nosocomial.

Quanto a possível sinergismo in vitro com outras drogas, não foi observado para MRSA (Staphylococcus aureus resistentes à oxacilina), seja com tobramicina ou vancomicina. Há descrição de potencial sinergismo com gentamicina ou estreptomicina para E. faecalis resistente à vancomicina; ocasionalmente e de forma limitada, com levofloxacino, ciprofloxacino e amicacina para P. aeruginosa.

Fonte: fcmsantacasasp.edu.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares