Biguanidas


As biguanidas são compostos hipoglicemiantes formados por duas cadeias de guanidina ligadas por radicais metílicos. Alguns representantes dessa classe de medicamentos hipoglicemiantes são a metformina, fenformina e a buformina.

A  ação antidiabética das biguanidas  não se relaciona com a estimulação da secreção de insulina, sendo baseada em vários efeitos de natureza extra-pancreática, tais como: redução da absorção digestiva da glicose, redução da produção hepática da glicose, aumento da captação periférica da glicose, ação sobre os receptores da insulina e redução no peso do diabetico obeso.

As biguanidas diminuem a motilidade gastrointestinal e diminuem os processos de transporte de glicose a nível de enterócitos. Isso permite que as biguanidas tenham maior efetividade nos testes de tolerância oral a glicose do que em testes de tolerância de glicose aplicada endovenosamente.

A metformina pode diminuir a sensibilidade hepática ao glucagon e melhorar a sensibilidade à insulina, fazendo com que a gliconeogênese hepática durante o jejum seja consideravelmente diminuída. Aumento da captação muscular e da conversão de glicose em lipidios também foi comprovada in vitro.

As biguanidas exercem ainda um papel normolipemiante, com diminuição marcante dos níveis de triacilglicerois, diminuição do colesterol total em indivíduos com colesterol alto, diminuição do VLDL e aumento do HDL. Ao diminuir o hiperinsulinismo, hiperlipidemia e também a obesidade, fatores de risco para o desenvolvimento de microangiopatia diabética, a metformina possui efeito antiaterogênico de proteção vascular.

Fonte: hipoglicemiantesorais.blogspot.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares