Para Nobel, causa do câncer é deficiência de oxigênio


Otto Heinrich Warburg foi um dos maiores nomes da medicina no século 20. Ele ganhou o Prêmio Nobel em 1931, mas teve no total 47 indicações para receber essa premiação ao longo de sua vida.

Com o estudo "A causa principal e a prevenção do câncer", de 1923, o médico alemão prova de forma consistente que a causa do câncer é a deficiência de oxigênio e que as células cancerosas alimentam-se de açúcar.

Ele disse: "Para o câncer, há apenas uma causa nobre. Resumida em poucas palavras, a principal causa do câncer é a substituição da respiração de oxigênio nas células normais do corpo por uma fermentação do açúcar". A deficiência de oxigênio leva o corpo humano a um estado de acidez.





Dr. Warburg também descobriu que as células cancerosas são anaeróbias (não respiram oxigênio) e não podem sobreviver na presença de altos níveis de oxigênio, como é em um estado alcalino. Segundo o prêmio Nobel de Medicina, "Todas as células normais têm uma exigência absoluta de oxigênio, mas as células cancerosas podem viver sem oxigênio - uma regra sem exceção".

Ele também destacou: "Prive uma célula de 35% do seu oxigênio durante 48 horas e ela pode tornar-se cancerosa". A nossa dieta desempenha um papel fundamental na manutenção de níveis adequados do pH do corpo. Um pH equilibrado significa o equilíbrio de ácido e alcalino em todos os fluidos e células do organismo.

Para ser saudável e imune a doenças, nosso corpo deve equilibrar o pH do sangue em um nível ligeiramente alcalino de 7,3. Infelizmente, a dieta do homem moderno consiste principalmente de alimentos tóxicos e formadores de ácido, como carnes e açúcares processados, grãos refinados e organismos geneticamente modificados. Isso leva a um pH ácido, ou seja, a um sangue intoxicado, podendo interromper as funções celulares.

Fonte: semprequestione.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares