Pesquisa envolvendo fármaco antidiabético reverte danos causados pelo Alzheimer


Um novo fármaco para tratar o diabetes tipo 2 pode ajudar também a reverter a perda de memória de pacientes com Alzheimer. O estudo, feito por universidades do Reino Unido e da China, é o primeiro a observar que combinada com três diferentes substâncias, o fármaco em questão poderia ser usado em pacientes com Alzheimer e outras doenças degenerativas.

O tratamento combina GLP-1, GIP (incretinas) e glucagon, que protegem contra a deterioração neurológica. O estudo, feito em ratos com mutações genéticas causadas pelo Alzheimer, consistiu em dois meses de injeções diárias do composto.

Os ratos que receberam o tratamento começaram a mostrar melhoria significativa em desafios em labirintos projetados especialmente para testar a memória. Os ratos ainda mostraram níveis menores de um tipo de proteína que se acumula, formando plaquetas no cérebro de pessoas com Alzheimer, e responsável pela inibição da capacidade das células nervosas de se comunicar, levando-as à morte.

Fonte: Bayer Notícias




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares