Alcaloides


Alguns compostos presentes nas folhas e flores das plantas que lhes conferem um gosto bastante amargo são chamados de alcaloides, que significa “semelhante aos álcalis”, pois eles são alcalinos, isto é, básicos.

Os alcaloides são compostos derivados das aminas (compostos obtidos pela substituição de um ou mais hidrogênios da amônia – NH3). Mais especificadamente, os alcaloides são aminas de cadeia fechada que possuem o nitrogênio entre carbonos do ciclo. Apesar de serem de origem vegetal, os alcaloides podem também ser sintetizados em laboratório.

Um dos alcaloides mais antigos empregados pelo homem é a morfina, extraída da flor da papoula (Papaver somniferum). Essa planta originou o ópio, que já era prescrito para pacientes desde meados de 400 a.C. Outros exemplos de fármacos alcaloides bastante empregados são a atropina, papaverina e escopolamina, por sua atividade anticolinérgica.

Outros exemplos de substâncias alcaloides são: nicotina - extraída das folhas do tabaco, que são mascadas e também usadas para produzir o fumo presente nos cigarros; cocaína - extraída das folhas da coca cultivadas principalmente na Colômbia, Peru e Bolívia. São folhas mascadas para combater o cansaço, já tendo sido usadas também como medicamento e ingrediente de bebidas. Atualmente a cocaína é conhecida como droga de abuso; cafeína - presente no chá preto e no café, agindo como estimulante do sistema nervoso central.

Fonte: mundoeducacao.bol.uol.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares