Comparação entre dexlansoprazol e lansoprazol na cicatrização da esofagite erosiva


A eficácia e a segurança do uso de dexlansoprazol na cicatrização da esofagite erosiva (EE) confirmada endoscopicamente foram avaliadas em dois estudos multicêntricos, duplo-cegos e randomizados, comparativos com lansoprazol, de 8 semanas de duração.

Os pacientes foram randomizados para receberem dexlansoprazol 60mg/dia ou lansoprazol 30mg/dia. Foram excluídos destes estudos pacientes que fossem H. pylori positivos ou que tivessem esôfago de Barret e/ou alterações displásicas definitivas no período basal.





De acordo com resultados da análise, 92,3% a 93,1% dos pacientes apresentaram cicatrização com dexlansoprazol 60mg/dia, versus 86,1% a 91,5% com lansoprazol 30mg/dia após oito semanas de tratamento.

Com base nos cálculos das taxas brutas (não-processadas), as taxas de cicatrização na semana 4 ou na semana 8 foram mais elevadas com dexlansoprazol do que com lansoprazol. A superioridade estatística de dexlansoprazol 60mg em relação ao lansoprazol 30mg foi estabelecida no primeiro estudo, porém não replicada no segundo estudo.

Fonte: consultaremedios.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares