Hidroxizina e Ansiedade


Existem vários relatos sobre o emprego de fármacos anti-histamínicos no tratamento de sintomas de ansiedade. Entre eles, a hidroxizina, um antagonista H1, parece ser o melhor avaliado. Estudos mais antigos, com vários problemas metodológicos (particularmente quanto ao emprego de um critério diagnóstico padronizado), já sugeriam efeito ansiolítico atribuído à hidroxizina.

Mais recentemente, estudo controlado com pacientes com transtorno de ansiedade generalizada (TAG) indicou o efeito ansiolítico da hidroxizina, em comparação com o placebo, já na primeira semana de tratamento. Este efeito foi mantido durante quatros semanas, não sendo observados sintomas de retirada até uma semana após descontinuidade abrupta.

Os sintomas mais sensíveis à hidroxizina são do grupo da ansiedade psíquica (irritabilidade, apreensão, dificuldades de concentração e de contatos sociais). Houve uma boa tolerabilidade, sendo o efeito colateral mais comum a sonolência (28% dos pacientes), que diminui com a manutenção do tratamento.

Fonte: uesb.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares