Venlafaxina na depressão maior


Em estudo conduzido pela faculdade de medicina da UFMG, no qual comparou-se a velafaxina aos inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS), tais como fluoxetina, paroxetina e outros, para o tratamento da depressão maior, ou transtorno depressivo maior (TDM), a venlafaxina foi associada a uma resposta mais evidente quanto à remissão de sintomas.

Na comparação com tricíclicos (amitriptilina, nortriptilina e outros), a resposta ao tratamento à base de venlafaxina foi estimada como sendo maior, mas não diferindo de maneira estatisticamente significativa. Não se observaram diferenças quanto à taxa de remissão, embora os tricíclicos foram bem menos tolerados do que a venlafaxina, a qual possibilitou maior adesão ao tratamento.

Meta-análise do estudo forneceu evidências da eficácia clínica da venlafaxina de liberação controlada em alcançar a resposta terapêutica e a remissão em pacientes com depressão maior. A venlafaxina parece ser mais eficaz do que os ISRS e pelo menos tão eficaz quanto os tricíclicos, no tratamento de depressão maior. Além disso, a venlafaxina é eficaz na redução da recaída quando dada a longo prazo após episódio depressivo maior.

Fonte: Moreira Jr




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares