Clonazepam é uma das substâncias mais consumidas no mundo


O consumo de psicotrópicos vem alcançando proporções elevadas nos últimos anos. Dentre esses medicamentos, o fármaco clonazepam (pertencente ao grupo dos benzodiazepínicos - BZD) recebe destaque, ao figurar em relatórios de Organismos Internacionais como uma das substâncias mais consumidas no mundo.

O Conselho Internacional de Controle de Narcóticos (INCB), em seu relatório publicado em 2009, já naquele ano apresentava indícios de abuso sistemático de preparações farmacêuticas contendo clonazepam, e aponta também a ocorrência do tráfico e do abuso da prescrição desse medicamento em muitos países. No Brasil, os dados relativos à comercialização do clonazepam apontam para um consumo superior a doze milhões de unidades desse medicamento, isso em 2012. De lá até os dias atuais, os números são ainda maiores.

Leia também: Classificação de benzodiazepínicos pela duração do efeito

Acompanhando a tendência do elevado consumo de BZD, verifica-se que esses medicamentos também estão entre aqueles mais prescritos por médicos que não atuam no campo da psiquiatria, além das prescrições realizadas pelos próprios psiquiatras. Esse fato coloca sob suspeita a realização dos diagnósticos e a prescrição dos BZD como opção de escolha para o tratamento desses transtornos.

Tendo em vista o atual panorama, faz-se necessário problematizar a ocorrência de excesso na prescrição dos BZD, bem como do uso inadequado por parte dos pacientes, o que poderia propiciar um ambiente favorável ao elevado consumo desses medicamentos, nem sempre necessários.

Fonte: periodicos.ufsc.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares