Medicamento que revolucionou cultura popular moderna completa 20 anos


Há exatamente duas décadas um pequeno comprimido azul em forma de losango obteve sinal verde para ser lançado no mercado nos Estados Unidos, desencadeando toda uma revolução na cultura popular moderna. O Viagra permitiu que milhões de homens impotentes pudessem voltar a ter uma vida sexual ativa.

Rompeu também tabus, ao fazer com que o problema da disfunção erétil fosse tratado abertamente. Desde o lançamento, calcula-se que tenha sido receitado 65 milhões de vezes em todo o mundo. O laboratório Pfizer, dono da patente, chegou a não dar conta dos pedidos. Agora, como todos os genéricos disponíveis (sildenafila), obviamente o cenário é outro.

Leia também: Sildenafila: eficácia, segurança e efeitos sobre a pressão arterial

O medicamento começou a ser vendido nos EUA, após obter todas as autorizações, em 27 de março de 1998. Foi descoberto por acaso por uma equipe de pesquisadores que buscavam um tratamento para alívio da dor torácica provocada pela angina. Durante testes com voluntários, observou-se que o medicamento dilatava os vasos sanguíneos do pênis, e que esse aumento da circulação provocava como efeito secundário a ereção.

Fonte: El País


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares