Nafazolina: Mitos e Verdades


Ajuda a dissolver secreções nasais

Mito. Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o nariz não entope pelo excesso de secreção acumulada. O fato é que o processo inflamatório da alergia, resfriado ou gripe é capaz de provocar dilatação dos vasos sanguíneos que irrigam a mucosa nasal, resultando em inchaço e produzindo obstrução do fluxo de ar. Esse é um processo natural que funciona como forma de defesa, para que o organismo seja capaz de eliminar todos os germes causadores do problema.




Simula a ação da adrenalina

Verdade. Os descongestionantes nasais, como é o caso da nafazolina, atuam de maneira muito semelhante à adrenalina, porém com ação local e mínimos efeitos sistêmicos. O fármaco atua provocando a contração dos vasos sanguíneos nasais, desobstruindo quase que instantaneamente a via respiratória.

Vicia

Mito. Muito se fala que o fármaco vicia, mas não é bem isso o que ocorre. Na verdade, com o uso frequente, a musculatura dos vasos vai deixando de responder ao medicamento, sendo necessário o uso de doses cada vez maiores para obtenção do mesmo efeito. O nome que se atribui a esta ocorrência é “rinite medicamentosa”, não chegando a ser considerado um vício.




O uso prolongado é prejudicial à saúde

Verdade. Se utilizado por mais de 3 dias consecutivos, a mucosa nasal, que inicialmente não absorve o fármaco e, portanto, o limita à região utilizada, passará a absorvê-lo gradativamente. O resultado é a presença de nafazolina na circulação sistêmica e consequentes riscos à saúde, tais como aumento da frequência cardíaca e elevação da pressão arterial.

Fonte: maismaismedicina.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares