Antibióticos aumentam suscetibilidade a infecção por vírus


Pesquisadores identificam em estudo uma conexão direta entre a a ingestão de antibióticos e a suscetibilidade a uma infecção viral. Em outras palavras, o uso prévio de antibióticos pode explicar por que algumas pessoas ficam muito doentes quando adquirem um vírus e outras não.

Os antibióticos são utilizados para combater infecções provocadas por agentes bacterianos patógenos (capazes de causar doenças), mas atingem também a comunidade bacteriana que habia o organismo e participa de ações fisiológicas. Assim, o medicamento pode prejudicar a proliferação de bactérias funcionais ao ser humano, enquanto permite que outras potencialmente nocivas cresçam.




O sistema imunológico depende da microbiota intestinal saudável para exercer corretamente suas funções. É importante, assim, a consciência de que os antibióticos podem deixar o corpo despreparado para combater uma infecção viral subsequente.

"Quando é induzida uma alteração na comunidade microbiana, coisas inesperadas acontecem. Alguns grupos de bactérias ficam empobrecidos e espécies diferentes crescem. Assim, a suscetibilidade aumentada pode ser devida tanto à perda de um sinal normal que promove boa imunidade, quanto ao ganho de um sinal inibitório," segundo a professora e pesquisadora Larissa Thackray, da Universidade de Washington (EUA).




Experimentos  que pudessem dar embasamento à ideia proposta envolveram tratar animais de laboratório com um coquetel de quatro antibióticos - vancomicina, neomicina, ampicilina e metronidazol - por duas semanas e depois infectar os camundongos com o vírus do Nilo Ocidental.

Cerca de 80% dos animais que não receberam antibióticos sobreviveram à infecção, enquanto apenas 20% dos camundongos tratados com antibióticos sobreviveram à ação do vírus.

Fonte: Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares