Anticoncepcional não-hormonal pode ser lançado


Um anticoncepcional sem hormônios, presumidamente sem efeitos colaterais, pode estar nascendo com uma técnica desenvolvida por pesquisadores da Suécia que procuravam formas de reforçar a membrana mucosa - a primeira linha de defesa do corpo para proteger seu revestimento interno.

A abordagem consiste na ligação cruzada do muco natural com a quitosana, um tipo de polissacarídeo derivado da quitina, a substância que forma as camadas duras do esqueleto externo dos crustáceos, como o camarão.




O material reforça a malha da barreira de mucina que reveste o epitélio da mucosa das cavidades do nosso corpo. Falhas da barreira mucosa podem levar à inflamação, que é o problema por trás das doenças inflamatórias intestinais, da rinite, do refluxo ácido e outras síndromes.

Os cientistas começaram a cogitar sobre o uso da sua técnica como um anticoncepcional de natureza "mecânica" quando se deram conta de que, no colo do útero, a barreira mucosa geralmente impermeável fica naturalmente "frouxa" durante a ovulação, permitindo que o espermatozoide penetre e fertilize os óvulos.




"O material polimérico pode fechar essa possibilidade e impedir a fertilização. Dessa forma, obtém-se um contraceptivo que não é baseado em hormônios e não tem efeitos colaterais," disse o Dr. Thomas Crouzier, pesquisador do Instituto Real de Tecnologia em Estocolmo.

A equipe afirmou que já está trabalhando para colocar seu anticoncepcional no mercado, acrescentando que ele seria aplicado como uma cápsula vaginal que se dissolveria rapidamente, liberando o material, que faz efeito em poucos minutos.

Fonte: Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares