Claritromicina e usos clínicos


A claritromicina é um antibiótico semissintético derivado da eritromicina. Apresenta maior estabilidade no ácido gástrico, possibilitando melhor absorção via oral. É altamente ativa contra bactérias Gram-positivas, apresentado potência superior à eritromicina contra S. pneumoniae, S. pyogenes e S. aureus sensíveis a oxacilina.

Sua atividade contra diversos microrganismos Gram-negativos é similar a da eritromicina, embora tenha espectro um pouco superior contra Moraxella catarrhalis e Haemophilus influenzae.




É uma alternativa a determinados antibióticos da classe das penicilinas e cefalosporinas (já abordados) para a terapia de faringite, sinusite, otite, pneumonia pneumocócica, além de infecções de pele causadas por microrganismos sensíveis (descritos acima).

É uma das principais drogas para o tratamento de pneumonias atípicas, infecções por micobactérias do complexo Mycobacterium avium e infecções causadas por Helicobacter pylori (bactéria associada a úlceras pépticas, linfoma gástrico, gastrite).

Fonte: Antibióticos e quimioterápicos para uso clínico. 2ª edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares