Sepse no Brasil mata mais do que infarto e câncer de mama


Desconhecida por 93% da população brasileira, de acordo com dados do Datalha para o Instituto Latino Americano de Sepse (ILAS), e erroneamente conhecida como infecção generalizada ou falência múltipla dos órgãos, a sepse é uma síndrome que pode ser definida como resposta grave do organismo a uma infecção.




O objetivo do ILAS em relação à pesquisa é traçar ações para a conscientização da população sobre um dos mais graves problemas do Brasil e do mundo: a sepse.

Em contrapartida, 98% de todos os entrevistados sabiam o que era infarto do miocárdio e 88% souberam responder quais eram os sintomas. “Infelizmente nosso país tem uma das maiores mortalidades de sepse do mundo.




Alguns estudos epidemiológicos mostraram que a mortalidade brasileira por sepse é maior do que a de países economicamente semelhantes, como a Índia e a Argentina”, lamentou o médico intensivista Dr. Luciano Azevedo, membro da diretoria do ILAS.

“A sepse é um importante problema de saúde pública no mundo, com estimativa de 400 mil casos/ano no Brasil, que acarretam cerca de 200 mil óbitos e elevados custos financeiros para o país”, disse o médico infectologista Dr. Reinaldo Salomão, presidente do ILAS.

Fonte: administradores.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares