Você mudaria algo na profissão de Farmácia?


Há uma grande diferença entre quando se está cursando a graduação e quando o curso é concluído. Basicamente, saímos de um período que parecia penoso, mas que era também, de certo modo, "confortável". Afinal, durante a faculdade estamos no direito de sonhar com o que desejarmos e ainda somos aprendizes, além de não nos responsabilizarmos por equipes ou locais de trabalho.




A partir do momento em que conquistamos a profissão almejada, não podemos mais permanecer tanto tempo vislumbrando o que a vida será. Temos que fazer cair a ficha para a percepção de que o estudo que rompia a barreira de acesso ao mundo profissional já terminou. Agora as coisas já se tornaram o que lutamos para fazer acontecer.

Temos responsabilidades que antes não tínhamos e tampouco estamos na condição de exclusivos aprendizes. Sempre o seremos, porém ocorre que hoje as pessoas precisarão de nossa bagagem e de nossas decisões, não nos é permitido mais apenas absorver o que os professores têm a dizer.




E então? Agora que você chegou aqui (para o caso de já ter se formado), encontrou o que desejava? As coisas são como você queria que fossem e tudo está fluindo ou mudaria algo, se assim o pudesse fazer? Qual a sua sugestão para mudanças na atuação do farmacêutico, de modo a tornar o trabalho deste profissional mais produtivo e satisfatório?

Caso você ainda se encontre na condição de estudante, o que espera encontrar? Acredita estar remando na direção correta ou possui mais dúvidas do que certezas? Discorda de algo que já teve a oportunidade de observar na profissão e, se puder, fará diferente?

Participe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares