Alerta para uso indevido de melatonina


A melatonina é uma substância conhecida principalmente por sua função de regulação do sono e do sistema imunológico. No ano passado, a substância ganhou destaque por ser encontrada em farmácias de manipulação, apesar de não ser considerada oficialmente como medicamento.

Para o professor de fisiologia José Cipolla Neto, o fato de as pessoas consumirem a substância sem prescrição médica é preocupante. “Nos EUA há muitas pessoas fazendo uso indiscriminado, o que é uma tragédia, e nós estamos indo para o mesmo caminho por aqui“.

Entre os riscos causados pela melatonina está o de desenvolvimento de diabetes. Segundo Cipolla Neto, a quantidade de melatonina administrada deve ser moderada durante a noite (período de sono), caso contrário poderá causar resistência insulínica durante a manhã e provocar a doença.




Uma das indicações comuns da melatonina é a de reposição em idosos. O envelhecimento reduz naturalmente a produção da substância e, nesses casos, é recomendada a sua reposição. "Após certa idade, a glândula pineal reduz a produção de melatonina, às vezes até em 20%", afirma o médico.

No entanto, pessoas jovens vêm usando o medicamento cada vez mais cedo, em parte para combater a insônia crescente, exacerbada pela exposição prolongada a equipamentos eletrônicos. "A produção normal de melatonina só existe em condição de noite sem iluminação artificial", explica.

Fonte: Saúde Curiosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares