Antibióticos e ganho de peso


Para investigar se o uso excessivo de antibióticos poderia ter alguma relação com a obesidade, Martin Blaser e seus colegas da Universidade de Nova Iorque deram seguidas doses de penicilina para animais de laboratório desde a sua infância.

Depois de 30 semanas, já adultos, os animais que receberam a penicilina estavam de 10% a 15% maiores e tinham o dobro da gordura dos animais com dieta normal.




Ao analisar sua flora intestinal, os pesquisadores verificaram que os animais que receberam o antibiótico apresentavam menores níveis de Lactobacillus, uma bactéria benéfica, associada a um menor risco de recorrência do câncer. Isto levou a um novo equilíbrio na flora intestinal dos animais.

Para confirmar que os camundongos cresceram e ficaram obesos devido ao seu microbioma intestinal alterado, a equipe voltou-se para camundongos livres de germes, os quais são criados em um ambiente estéril.

Eles então lhes lhes deram, via alimentação, as bactérias do microbioma intestinal daqueles outros camundongos que haviam recebido o antibiótico. Cinco semanas depois, os animais estavam 35% mais pesados do que os animais de controle.




Segundo os pesquisadores, os maiores riscos parecem estar associados às crianças que recebem antibióticos muito cedo na vida.

Fonte: newscientist.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares