Maconha legalizada para uso medicinal diminui uso de opioides nos EUA


Estados dos EUA que aprovaram leis médicas sobre o uso medicinal da maconha tiveram uma redução significativa no uso de medicamentos opioides - ou opiáceos.

No ano passado, o Departamento de Saúde dos EUA declarou uma emergência nacional de saúde pública devido ao abuso dos opiáceos. As overdoses, principalmente de analgésicos, foram responsáveis por mais de 42.000 mortes em 2016.




"Nós não estávamos olhando se as prescrições de cannabis aumentam e as prescrições de opioides diminuem. Estávamos apenas observando as mudanças quando as leis de cannabis são aprovadas, e vimos grandes reduções no uso de opiáceos," explica o Dr. David Bradford, da Universidade da Geórgia.

Desde que a Califórnia aprovou a primeira lei para o uso medicinal da maconha, em 1996, 29 estados e a capital federal aprovaram alguma forma de lei do mesmo tipo.




Os pesquisadores examinaram todos os opiáceos mais receitados, incluindo hidrocodona, oxicodona, morfina, metadona e fentanil. Como a heroína, que tem a mesma origem, não é uma droga legal, ela não foi incluída como parte do estudo.

Nos estados com dispensários de maconha medicinal, os pesquisadores observaram uma redução de 14,4% no uso de opioides com receita médica e uma redução de quase 7% nas prescrições de opiáceos nos estados com leis de maconha medicinal somente com cultivo doméstico.

Fonte: Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares