Significado da tarja nos medicamentos


Tarja vermelha sem retenção da receita

Esse grupo de medicamentos é vendido apenas com prescrição médica. Eles possuem diversas contra-indicações e podem acarretar alguns efeitos nocivos. A tarja vermelha vem com a seguinte impressão: “venda sob prescrição médica” e só com a apresentação dessa que eles podem ser vendidos (ao menos na teoria).

Tarja vermelha com retenção da receita

Nesse caso, além de apresentar a receita médica, ela precisa ser retida pelo farmacêutico. São conhecidos como medicamentos controlados e só são comercializados mediante o receituário de cor branca. São medicamentos psicotrópicos, que podem causar dependência e trazer muitos efeitos colaterais, além de contra-indicações. Em sua tarja vermelha virá escrito: “venda sob prescrição médica – só pode ser vendido com retenção de receita”.




Tarja preta

São os medicamentos de maior controle e podem apresentar muitos efeitos colaterais e reações adversas. Possuem ação sedativa ou com impacto no sistema nervoso central, também sendo do grupo dos psicotrópicos. A sua venda é condicionada à apresentação de notificação de receita na cor azul ou amarela. A tarja terá a seguinte impressão: “venda sob prescrição médica – o abuso desse medicamento pode causar dependência”.

Tarja amarela

Representa os medicamentos genéricos e deve conter a inscrição “Medicamento Genérico”.

Não tarjados

Os não tarjados ou Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) apresentam poucos efeitos colaterais ou contra-indicações, desde que usados corretamente e sem abusos, por isso podem ser dispensados sem a prescrição médica. Os MIPs são utilizados para o tratamento de sintomas ou males menores (resfriados, azia, má digestão, dor de dente, etc.).

Fonte: hipolabor.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares