Sabia que seu medo tem nome?


Quem sofre dessa fobia não quer nem saber de chegar perto de alfinetes ou agulhas. O medo de injeções e objetos pontudos metálicos em geral é conhecido como aicmofobia.

Sentir medo de agulha pode fazer algumas pessoas questionarem se são capazes de gerenciar bem a própria vida. E pode levar, também, a uma sensação de falta de capacidade da gestão emocional.

O problema fica maior quando quem tem medo não consegue realizar atividades necessárias para os cuidados e manutenção da saúde em geral, tais como: Exame de rotina de sangue indicado pelo médico; Tomar uma vacina quando indicado; Receber uma medicação através de injeção; Tratamento de acupuntura; Doar sangue (quando necessário ou se possível).




É possível superar o medo?

Para superar qualquer medo é preciso também tratar a ansiedade. Segundo dados de 2016 da Associação Psiquiátrica Americana 80% dos pacientes diagnosticados com fobia tem cura daquilo que lhes aflige quando feito tratamento psicológico e medicamentoso (quando e se indicado).

Até 50% dos pacientes fóbicos tem recaída por não seguirem o tratamento completo pelo tempo indicado, ou seja, eles chegam a conseguir melhora significativa. Porém, por abandonarem o tratamento, depois de um tempo voltam a apresentar algum tipo de problema vinculado ao medo.

Fonte: minhavida.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares